top of page

Minha visão integrativa sobre associações de sono - Será que são ruins?



O Sono e suas dificuldades é muito particular de cada família (por exemplo, alguns veem cama compartilhada como ruim outras não), por isso ao olharmos uma situação familiar ao receber uma solicitação de atendimento, o olhar integrativo é abrangente e permite entender as necessidades individuais de cada família sem julgamentos.


Como profissionais integrativos estamos ali para observar, analisar sob a lente do nosso conhecimento, “pensar fora da caixa”, acolher e educar para que as famílias possam tomar decisões informadas e benéficas em sua parentalidade. Somos a mão amiga que trará conhecimento, princípios e ciência atualizada e caminhará junto com essa família em busca de soluções e resultados respeitosos para os pais e filhos.


Os principais “problemas do sono” trazidos pelas famílias são crianças que tem horas de sono insuficientes para a idade, tem dificuldade para relaxar e se entregar ao sono (constante estado de alerta), não tem uma rotina bem estabelecida, dormem muito tarde assim os pais não conseguem ter tempo para si e estão exaustos, crianças que não se alimentam bem e tem humor alterado pelo cansaço, desempenho escolar e cognitivo prejudicado (para os mais velhos), bebês com inúmeros despertares na madrugada ou um desejo da família de mudar a forma de conforto atual, pois não está sustentável. Muitas vezes também recebemos casos que famílias ansiosas ou preocupadas por estarem criando “maus hábitos” para suas crianças e querem resolver isso da maneira mais rápida possível, pois receberam a informação de outros profissionais desatualizados ou familiares que os deixaram inseguros, as famosas “associações ruins de sono” que matam o instinto maternno na atualidade.


Tanto nas redes sociais como em meus atendimentos, meu objetivo e posicionamento é trazer PAZ e EMPATIA para o coração dessa família através de muita informação e comprovação científica sobre o quanto o sentimento de segurança e disponibilidade emocional dos pais é tudo que uma criança precisa para dormir bem e estar regulada de dia e de noite. Acredito que informação é poder: Educando sobre os mitos do sono, mostrando resultados de sucesso, trazendo princípios ricos sobre desenvolvimento infantil normal, é possível criar uma conscientização sobre sono saudável em crianças, evitando as frustrações criadas pelas expectativas equivocadas daquela família.


Outro compromisso pessoal com as famílias é promover a LEVEZA: Frequentemente as famílias entendem que seu estado emocional afeta as crianças (fato), porém acham que precisam ficar calmas e sem ansiedade o tempo todo para o bem de seus filhos, porém isso não é a vida real (e nem saudável), uma vez que somos humanos e faz parte viver um espectro grande de sentimentos em situações desafiadoras. Proporcionar ferramentas para que as famílias apenas estejam conscientes de seus estados emocionais ao atender seus filhos trás maior regulação, auto conhecimento e faz o processo de melhora mais acessível (menos “assustador”) e sustentável ao longo prazo.


Gostaria de trazer as famílias esperança para os dias difíceis no meio do furacão da privação de sono: sem precisar fazer treinamento de sono (deixar chorar) ou precisar esperar passar. Estes extremos desrespeitam cada lado da díade e, em uma relação amorosa, o respeito não pode faltar nunca. Com minha visão integrativa, espero tornar possível recuperar a confiança própria da mãe, instinto natural e resgate familiar.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page